teste

O maior e mais completo guia infantil com as melhores marcas, lojas e serviços do Brasil

Mil Assuntos


Como lidar com os incômodos dos primeiros dentes?

05/02/2015 - Por Juliana Utiike - SOS Amigas Mamães

Toda mamãe de primeira viagem espera ansiosamente pelo nascimento dos primeiros dentinhos do seu filho após os 6 meses de vida, mas o que não sabemos e ninguém nos conta é o quanto realmente é doloroso quando eles começam a nascer.

http://goo.gl/BMR16n

Sintomas

Alguns especialistas acreditam que febre, diarréia e mudança de humor só coincidem com o nascimento dos dentes, não há uma regra. Coincidência ou não, veja os sintomas e reações mais comuns que muitos pais dizem acompanhar o nascimento dos dentinhos de seus filhos:

1. Febre

2. Gengiva inchada

3. Falta de apetite

4. Baba

5. Irritabilidade

6. Mudança nas fezes


Desde os 3 meses de idade, Heitor babava demais, achei estranho, mas a Pediatra disse que era normal. Próximo do 7º mês, além dele se irritar facilmente, nas trocas de fralda, percebi a mudança no cocô dele, cheirava azedo, meio verde, pensei: “Agora vai né!”, mas mesmo assim nenhum risquinho ou saliência na gengiva. Não me preocupei pois Heitor é um bebê prematuro, e dentes de bebês prematuros podem demorar alguns meses a mais para nascer. Três dias antes de completar 11 meses, finalmente despontou o primeiro dentinho e com muita sorte ele não teve a maioria das reações que grande parte dos pais relatam.

Recursos e Dicas

Não existe regra e a reação pode variar de criança para criança. Segundo a Dra. Marianna Reis, a irrupção dentária não é uma doença e não deve ser tratada como tal. Veja alguns das manobras caseiras que nós mamães podemos fazer para ajudá-los a aliviam os sintomas:

1. Oferecer bebidas mais frias;

2. Oferecer alimentos mais moles, principalmente quando a criança já está na alimentação sólida;

3. Colocar os mordedores na geladeira uns 5 minutos antes de oferecer à criança;

4. Massagear a gengiva com lencinhos umedecidos para limpeza da cavidade bucal;

5. Utilizar colheres resfriadas;

6. Distrair a criança em casos de dores suaves. Uma música ou um livro ajudam bastante.



http://goo.gl/uC0BrX

E atenção mamãe, medicamentos e pomadas são contra-indicados pois geralmente a criança irá engolir esses produtos, deixando de ter efeito tópico. Existem alguns medicamentos fitoterápicos que podem ser usados com a prescrição do Cirurgião Dentista.

Parceria: Juliana Utiike - SOS Amigas Mamães



Pré-Natal Odontológico, você conhece?

04/12/2014 - Por Gabriela Coelho - Odonto Kids

Você, futura mãezinha, já escutou falar do pré-natal odontológico?

O pré-natal odontológico é como um pré-natal normal, deve ser iniciado quando se planeja engravidar ou então, logo quando  descobre que está grávida. Para garantir a saúde do bebê além de ter uma boa alimentação, é necessário frequentar o médico todos os meses e também reservar um espaço na agenda para frequentar um dentista. A saúde bucal da mamãe interfere significantemente na saúde do bebê.

Mitos

Mas para que o pré-natal odontológico seja realizado, alguns mitos precisam ser quebrados, como: gestante não deve tratar dentes durante a gravidez, gestantes não podem fazer exames radiográficos e que não podem receber anestesia.

A gestante pode e deve receber tratamento odontológico. Não tratar é muito mais arriscado do que adiar o tratamento, principalmente as mamães com dor que tendem a se automedicar, o que pode levar a ingestão de um medicamento que prejudique o feto.  Claro que tratamentos que podem ser adiados como tratamentos estéticos, por exemplo, devem esperar o final da gestação, mas em casos de dor, doenças gengivais, cáries elas devem sim ser tratadas.

O uso de anestésicos e Exames Radiológicos

A gestante pode sim usar anestésicos locais. Existem anestésicos próprios para a gestante, que não causam risco algum para ela, nem para o bebê. Quanto aos exames radiográficos também são possíveis fazer, com o uso de um colete de chumbo para proteger o bebê e utilizando uma quantidade mínima de radiação para tirar uma radiografia de um único dente. Claro que o dentista deve ter bom senso e saber indicar a quantidade de radiografias extremamente necessária, pois a gestante requer cuidados especiais.

É comum e mais indicado que a realização desses tratamentos seja feito no segundo trimestre da gravidez, pois, os primeiros meses são os mais importantes para a formação do bebê e os últimos meses ficam muito desconfortáveis para a gestante deitar na cadeira, porém se houver necessidade de ser realizado nos outros períodos da gestação não é contra indicado.                                                 

http://goo.gl/dzDcTH

E você ainda deve estar se perguntando... mas como isso tem impacto na vida do bebê?

Pelas mudanças hormonais que ocorrem durante a gestação, as mulheres se tornam mais susceptíveis a doenças periodontais. Estudos mostram que pelo menos 60% à 70% das gestantes irão apresentar gengivite ao longo dos nove meses, gestantes com quadro de doença periodontal(infecção na gengiva) têm risco 3,47 vezes maior de ter um parto prematuro e outras ocorrências perinatais. É constatado também que estas doenças aumentam o risco para 2,93 vezes mais de nascimento de bebês com baixo peso e em relação a amniorrexe prematura(que é o rompimento da bolsa sem as contrações do útero) com a doença periodontal ela sobe para 2,48 vezes.

Por isso é importante manter um programa preventivo e frequentar regularmente seu dentista, mesmo que a gestante não tenha nenhum problema bucal, pois devido aos enjoos é comum a gestante não conseguir realizar a higienização adequada, além da tendência desta mulher comer mais durante o dia, fazendo com que isso deixe sua saliva mais ácida, aumentando assim o risco de cárie.

A visita ao dentista durante a gestação também possui papel preventivo em relação a postura da mãe ao bebê pois será o dentista que irá orientá-la a desenvolver uma correta higienização bucal e desenvolver esses hábitos com o seu filho, pois educação, saúde e bons hábitos passam de pais para filhos.

O dentista também poderá orientá-la sobre a importância da amamentação para que haja um bom desenvolvimento ósseo da criança, sobre como deve ser feita a higienização da boca do bebê recém-nascido e como fazer quando surgirem os primeiros dentinhos, além de esclarecer sobre mamadeiras, chupetas, erupção dentária, melhor pasta de dente para a criança, entre outras dúvidas frequentes.

Lembrando que o pré-natal odontológico após o nascimento do bebê não acaba, ele somente troca de nome, passa a ser consulta de prevenção, tanto para a mãe quanto para a criança, os dois devem frequentar regularmente um dentista.


http://goo.gl/Md5wGZ

Parceria:
Gabriela Fernandes Coelho
Cirurgiã-Dentista pós-graduada em Odontopediatria
Instagram-  @odontokidscuiaba

 





Mil Assuntos

Aqui contamos com a parceria de profissionais competentes e dos melhores blogs infantis do Brasil e Exterior, para trazer para você matérias e assuntos escolhidos a dedo para te envolver ainda mais nesse mundo materno.

Participe

Se você quer seu texto ou algum tema publicado aqui conosco, envie-nos sua ideia ou matéria com seus contatos que retornaremos o mais breve possível.

Link me
Instagram
Curtir!
Parceiros
Mommy´s Place | O maior e mais completo guia infantil com as melhores lojas e serviços do Brasil
© 2013 Mommy’s Place. Todos os direitos Reservados